quinta-feira, 29 de março de 2018


O Movimento Madeira - Autonomia (MMA) declarou-se esta manhã "motivado" após ter obtido resposta a uma carta enviada a 24 de fevereiro de 2018 ao Presidente da República, sobre os juros da dívida da Região Autónoma da Madeira.

"Torna-se público que este movimento obteve resposta por parte da Presidência da República, em carta assinada pelo Chefe da Casa Civil, onde se dá nota que o assunto mereceu a melhor atenção daquela instituição", diz o MMA, numa nota, assinada pelo presidente, Eduardo Freitas.

Neste contexto, adianta, "o MMA sente-se motivado por esta resposta e apela a todos os habitantes da Região Autónoma da Madeira para que deem o seu melhor empenho cívico por esta causa de defesa da coesão nacional, que só se consegue com o tratamento dos madeirenses como cidadãos de parte inteira da República Portuguesa".

Publicado no JM-Madeira

quinta-feira, 8 de março de 2018

sábado, 3 de março de 2018

Carta ao Presidente da República sobre os juros da dívida regional


Na sequência da Carta que o Movimento Madeira-Autonomia enviou ao Presidente da República sobre os juros da dívida da Madeira a solicitar o exercício sua magistratura de influência, carta que o Movimento enviou, para os devidos efeitos, para os diferentes grupos parlamentares da Assembleia da República, cumpre-nos dar conta do seguinte:

- O Movimento regista, com agrado, a disponibilidade e a compreensão dos partidos pelo papel das associações cívicas como o MMA numa sociedade aberta e democrática;

Publicado no blog Fénix do Atlântico

Movimento Madeira Autonomia satisfeito com a recepção dos partidos às suas reivindicações sobre os juros da dívida da Madeira


Na sequência da Carta que o Movimento Madeira-Autonomia enviou ao presidente da República sobre os juros da dívida da Madeira a solicitar o exercício sua magistratura de influência, carta que foi também enviada para os diferentes grupos parlamentares da Assembleia da República, o dito movimento refere agora que “regista, com agrado, a disponibilidade e a compreensão dos partidos pelo papel das associações cívicas como o MMA numa sociedade aberta e democrática”.

Por outro lado, faz notar que o serviço à democracia e à autonomia é uma atitude cívica e “nisso não há concorrência entre partidos e associações cívicas, antes cooperação estratégica incompatível com quaisquer protagonismos ególatras e oportunistas destituídos do sentido da causa autonómica e cívica, o que, felizmente, não se releva”.

Por isso, o Movimento “saúda todos aqueles que, de uma forma ou de outra, na senda da nossa iniciativa, trabalharem, de forma abnegada, para a causa comum da coesão nacional, incompatível, neste caso concreto, com o tratamento discriminatório que é o que simboliza estar a pagar juros mais altos do que a República e, dessa forma, estar esta Região Autónoma a financiar o Estado”.

sexta-feira, 2 de março de 2018

Nota de imprensa - Carta ao Presidente da República sobre os juros da dívida

Nota de Imprensa

Carta ao Presidente da República sobre os juros da dívida regional

Na sequência da Carta que o Movimento Madeira-Autonomia enviou ao Presidente da República sobre os juros da dívida da Madeira a solicitar o exercício sua magistratura de influência, carta que o Movimento enviou, para os devidos efeitos, para os diferentes grupos parlamentares da Assembleia da República, cumpre-nos dar conta do seguinte:

- O Movimento regista, com agrado, a disponibilidade e a compreensão dos partidos pelo papel das associações cívicas como o MMA numa sociedade aberta e democrática;

- O Movimento anota que o serviço à Democracia e à Autonomia é uma atitude cívica e nisso não há concorrência entre partidos e associações cívicas, antes cooperação estratégica incompatível com quaisquer protagonismos ególatras e oportunistas destituídos do sentido da causa autonómica e cívica, o que, felizmente, não se releva.

- O Movimento saúda todos aqueles que, de uma forma ou de outra, na senda da nossa iniciativa, trabalharem, de forma abnegada, para a causa comum da coesão nacional, incompatível, neste caso concreto, com o tratamento discriminatório que é o que simboliza estar a pagar juros mais altos do que a República e, dessa forma, estar esta Região Autónoma a financiar o Estado.

Saudações autonómicas,

Eduardo Freitas
Presidente do Movimento Madeira-Autonomia

quinta-feira, 1 de março de 2018

Resposta do CDS à carta do MMA


Resposta do Grupo Parlamentar à carta do Movimento Madeira-Autonomia:

"Exmo. Senhor,

Venho, pelo presente, acusar a recepção do e-mail, datado do dia 24 do passado mês de Fevereiro, que mereceu a nossa melhor atenção e que muito agradecemos.

Embora o CDS/PP não tenha, infelizmente, eleito Deputados para a presente Legislatura, pelo círculo eleitoral da Madeira, não podemos, nem iremos, deixar de atender aos interesses e preocupações deste círculo.

Assim, o documento foi remetido aos Deputados do Grupo Parlamentar destacados para representar os interesses e agir, no âmbito das suas funções, como se houverem sido eleitos pelo círculo eleitoral de Madeira.

Apresento a V. Exa. os melhores cumprimentos.

Lisboa e Palácio de S. Bento, 1 de Março de 2018

A Chefe de Gabinete do Grupo Parlamentar
(Mariana Freire de Andrade)"

Coprights @ 2017 MMA - Movimento Madeira Autonomia, Blogger Templates Designed By Templateism | Distributed By Gooyaabi Templates